Ementa e Bibliografia das disciplinas optativas referentes à Área de Concentração I - “Teoria e análise de relações internacionais e de segurança internacional” 

A) - Defesa Nacional

Ementa. 
Defesa Nacional: conceito e prática. Defesa e segurança. Pressupostos da Defesa Nacional. Cultura de defesa. Cultura Estratégica. Segurança nacional, segurança interna, segurança pública e segurança internacional. Dissuasão. Planejamento estratégico. Estratégia de Defesa e Estratégia de Estado. Desenvolvimento econômico e perfil político- estratégico. Desafios estratégicos brasileiros.

Bibliografia

ALMEIDA, Paulo Roberto de. “Estratégia Nacional de Defesa e a Unasul: afinidades pouco eletivas”. Texto apresentado no V Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos da Defesa, UNB, julho de 2010.
AGUILLAR, Sérgio Luiz Cruz, Segurança e Defesa no Cone Sul: da rivalidade da Guerra Fria à cooperação atual. São Paulo, Editora: Porto de Idéias 2010.
BRIGAGÃO, Clóvis e PROENÇA Jr., Domício (orgs.). Concertação múltipla: inserção internacional de segurança do Brasil. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2002.
BRIGAGÃO, Clóvis e PROENÇA Jr., Domício (orgs.). Panorama brasileiro de paz e segurança. Rio deJaneiro: Hucitec, 2004.
COUTAU-BÉGARIE, Hervé. Traité de stratégie. Paris: Economica, 2003.
D´ARAÚJO, Maria Celina e CASTRO, Celso (org.). Defesa, segurança internacional e Forças Armadas: textos selecionados do Primeiro Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (Abed) 2007 (UFSCar). Campinas: Mercado de Letras, 2008.
DOMINGOS NETO, Manuel - “Defesa e Segurança como área de conhecimento científico”. Tensões Mundiais. Revista do Observatório das Nacionalidades. v. 2, n. 3. (jul./dez. 2006). Fortaleza, Observatório das Nacionalidades, 2006. 
FERES Júnior, João. A história do conceito de “latin america” nos Estados Unidos. Bauru; São Paulo: Edusc / Anpocs, 2005.
FIGUEIREDO, Eurico de Lima. “Os Estudos Estratégicos, a Defesa Nacional e a Segurança Internacional” in, Lessa, Renato (organizador), Horizontes das Ciências Sociais no Brasil (Ciência Política), São Paulo, Anpocs/Editora Barcarolla /Discurso Editorial/ICH, 2010.  
FIGUEIREDO, Eurico de Lima. “A produção do conhecimento: Poder, Política e Defesa Nacional” in A Defesa Nacional, ROCHA, Márcio (organizador), Rio de Janeiro, UNIFA, 2009. 
FIGUEIREDO, Eurico de Lima. “Globalização, Neoliberalismo e Estratégia de Poder: Os Jogos não Estão Feitos”, in Santos, Theotonio (coordenador) Os impasses da globalização,III Rio de Janeiro/São Paulo, Editora PUC-Rio/Edições Loyola, 2005.
GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. Desafios Brasileiros na Era dos Gigantes. Rio de Janeiro, Contraponto, 2005.
JOBIM, Nelson; ETCHEGOYN, Sérgio, ALSINA JR., João Paulo (orgs). Segurança Internacional – Perspectivas Brasileiras. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 2010. 
LAFER, Celso. Identidade Internacional do Brasil e a política externa brasileira. São Paulo: Perspectiva, 2001. 
MARTINS FILHO, J. R. (Org.) O golpe de 1964 e o regime militar: novas perspectivas. São Carlos: EDUFSCar, 2006. v. 1.
OLIVEIRA, Eliézer Rizzo de. Democracia e defesa nacional: a criação do Ministério da Defesa na presidência de FHC. Barueri, SP: Ed. Manole, 2005.
OLIVEIRA, Eliézer Rizzo de. “A Estratégia Nacional de Defesa e a Reorganização e Transformação das Forças Armadas” in Interesse Nacional – abril/junho 2009 (pp. 71 / 83).
PINTO, J. R. de Almeida; ROCHA, A. J.  Ramalho; SILVA, R. Doring Pinho da (orgs.). Reflexões sobre defesa e  segurança: uma estratégia  para o Brasil. V. 1, 2, 3 e 4. Brasília: Ministério da Defesa, Secretaria de Estudos e de Cooperação, 2004.
SOARES, Samuel Alves; MATHIAS, Suzeley Kalil (Org.). Novas ameaças: dimensões e perspectivas (Desafios para a cooperação em defesa entre Brasil e Argentina). São Paulo: Sicurezza, 2003.
SVARTMAN, Eduardo et al. (Org.). Defesa, segurança internacional e Forças Armadas: textos selecionados do Segundo Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (ABED): 2008 (UFF). Campinas: Mercado de Letras, 2009.

B) - Economia Política dos Estudos Estratégicos

Ementa.
 Estudos Estratégicos e a formação social contemporânea. A produção do conhecimento na área da defesa e da segurança internacional no capitalismo dos séculos XX e XXI. . Centro hegemônico, periferia e semi-periferia e a conformação do pensamento estratégico. Sistema Mundial, sua origem e desenvolvimento. A Revolução Científico-Tecnológica os sistemas de defesa. Mudança tecnológica e economia Mundial. Crises Econômicas, crises Estruturais e ondas longas e desenvolvimento: os caminhos da defesa e segurança em âmbito mundial.

Bibliografia

ARRIGHI, Giovanni. A ilusão do Desenvolvimento. Petrópolis, Vozes, 1997.
ARRIGHI, Giovanni. O Longo Século XX, Rio de Janeiro: Contraponto; São Paulo: Editora UNESP, 1996. 
ARRIGHI, Giovanni e SILVER, Beverly. Chaos and Governance in the Modern World System. Mineapolis and London, University of Minnesota Press, 1999.
BUZAN, Barry e HERRING, Eric. The Arms Dynamics in World Politics. London: Lynne Rienner Publishers, 1998.
DREIFUSS, René. A Época das Perplexidades (Mundialização, Globalização e Planetarização: Novos Desafios). Petrópolis: Vozes, 1997.
DREIFUSS, René. Transformações: Matrizes do Século XXI, (Complementos de Estrella Bohadana, Petrópolis, Vozes, 2004).
FRANK, A. Gunder- ReOrient: Global Economy in the Asian Age. Berkeley. Los Angeles and London, University of California Press, 1998. 
HOBSBAWN, Eric- A Era dos Extremos.
São Paulo: Cia. das Letras, 1995.
IANNI, Otávio- A Era do Globalismo. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996
SANDLER, T. E HARTLEY, K. The economics of defense. Cambridge Cambridge, University Press, 1995.
SANTOS, Theotonio (Coordenação.) Hegemonia e Contra-hegemonia: Globalizacão, Dimensões e Alternativas, Rio de Janeiro, Edit. PUC; São Paulo, Loyola, 2004
SANTOS, Theotonio (coordenação). Os Impasses da Globalização (Hegemonia e Contra-Hegemonia), Rio de Janeiro, Edit. PUC; São Paulo, Loyola, 2003.
SANTOS, Theotonio. Economia Mundial, Integração Latinoamericana. Lima, Editora da Derrama Magisterial, 2010 (Nova edição corrigida e ampliada)..
SANTOS, Theotonio. A Teoria da Dependência: Balanço e Perspectivas – Ed. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 2000. Edição em castelhano: Plaza &  Janés, México, 2002, Editorial Sudamericana, Buenos Aires, 2004. Edição em mandarim pela Academia de Ciencias Sociais da China (2003). 
SANTOS, Theotonio. Do Terror à Esperança – Auge e Decadência do Neoliberalismo. Idéias & Letras, Aparecida, 2002. Edição em espanhol: Monte Ávila, Caracas, 2008. Tradução chinesa, Pequim, Editora da Academia de Ciências Sociais da China, 2009. .
SEGRERA, Francisco López (organizador). Los Retos de la Globalización (Ensayos em Homenaje a Theotonio dos Santos), Caracas / Lima, Perumundo / UNESCO, 1999.
Volumes 1 e 2.
SMITH, D. The economics of militarism. London, Pluto Press, 1983.
SMITH, R. Military Economics. The interaction of power and Money.
London, Palgrave Macmillan, 2009.

C) - Estudos Estratégicos no Mundo Contemporâneo

Ementa. 
Relações Internacionais e os Estudos Estratégicos: convergências e divergências. Estudos Estratégicos: teorias modernas e contemporâneas. As condições da guerra e da paz. O papel das Forças Armadas em tempo de paz e nas situações de conflito. O Estado e o processo de tomada decisão da formulação estratégica.
Defesa nacional e segurança interncional.

Bibliografia

ARKIN, William M. The internet and strategic studies. Baltimore: John Hopkins University, Center for Strategic Education, 1998. 
ARON, Raymond. Paz e Guerra entre as Nações. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2002 (edição original de 1962).
BAYLIS, J.; WIRTZ, J. Strategy in the contemporary world. Oxford: Oxford University Press, 2002.
BAYLIS, J & SMITH, Steve H. The Globalisation and World Politics- An Introduction to International Relations, Oxford, Oxford University Press, 1998. 
BRAILLARD, Phillip- Teorias das Relações Internacionais, Lisboa, Fundação Calouste Kulbekian, 1990. 
CLAUSEWITZ, Claus von - Da Guerra, São Paulo, Martins Fontes, 2003 (2ª edição, 2ª tiragem). 
DEUTSCH, Karl- Análise das Relações Internacionais, Brasília, UnB,1982.
FIGUEIREDO, Eurico de Lima - “Globalização, Neoliberalismo e Estratégia do Poder: os Jogos não Estão Feitos” in Santos, Theotonio (org.) Hegemonia e Contra-hegemonia: Globalização, Dimensões e AlternativasRio de Janeiro, Ed.Puc/São Paulo Edições Loyola, 2004.
HOPKINS, Terence & Wallerstein, I. (eds.) The Age of Transition; Trajectory of the World System (1945/2025),London, Zed Books, 1998.
GRAY, S.Murray- Strategic Studies: A Critical Assesment London, Aldwych, 1982.
KNUTSEN,Torbjörn L.- A History of International Relations Theory. Manchester, Manchester University Press,1992. 
PARET, Peter (ed.)- Makers of Modern Strategy: from Machiavelli to the Nuclear Age, Princeton, Princeton University Press, 1986.

D) - Instituições e Organizações Militares. 

Ementa. 
Estamento, “classe” e corporação militar. A formação militar. A socialização militar. A mente militar. Instituições e organizações militares. Os militares e a construção das nações. Forças armadas e sociedade. Militares e regimes políticos. História das organizações militares no Brasil. Exército, Marinha, Força Aérea e Ministério da Defesa. O papel interno das organizações militares. O Exército na política. As Forças Armas brasileiras e as guerras do século 20. Criação e implantação do Ministério da Defesa.

Bibliografia

ALVES, Vágner Camilo. Da Itália à Coréia: decisões sobre ir ou não à guerra. Belo Horizonte, Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, 2007.
CARVALHO, José Murilo de, “Forças Armadas na Primeira República: o poder desestabilizador”, in História Geral da Civilização Brasileira, São Paulo, Diffel, 1977.
CASTRO, Celso. O Espírito Militar. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editores, 1990.
CASTRO, Celso e LEIRNER, Piero. Antropologia dos Militares, Rio de Janeiro, FGV Editora, 2009.
COELHO, Edmundo Campos. Em Busca de Identidade: o Exército e a Política na Sociedade Brasileira. Rio de Janeiro: Forense, 1976.
D’ARAUJO, Maria Celina. Militares, Democracia e Desenvolvimento. Rio de Janeiro, FGV Editora, 2011.
DARAUJO, Maria Celina e CASTRO, Celso. Democracia e Forças Armadas no Cone Sul. Rio de Janeiro, FGV Editora, 2000.
DREIFUSS, René Armand, 1964: A Conquista do Estado (Ação Política, Poder e Golpe de Classe). Petrópolis, Vozes, 1981.
DOMINGOS NETO, Manuel. Influência Estrangeira na Formação de grupos e Tendências no Exército, in Partidos Militares no Brasil, org. Alain Rouquié, Rio de Janeiro, Ed. Record, 1992.
DOMINGOS NETO, Manuel “O Militar e a Civilização”, in Tensões Mundiais, V. 1, n.1, Fortaleza, 2005.
DOMINGOS NETO, Manuel (organizador). Os Militares e a Ciência. Rio de Janeiro, Gramma, 2010.
FAUSTO, Boris. O pensamento nacionalista autoritário, Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2001.
FERREIRA, Oliveiros S. Vida e Morte do Partido Fardado. São Paulo, Editora SENAC, 2000.
FICO, Carlos. Além do Golpe (Versões e Controvérsias sobre 1964 ea Ditadura Militar), São Paulo, Record, 2004.
FIGUEIREDO, Eurico de Lima (organizador). Os Militares e a Revolução de 30, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1979.
FIGUEIREDO, Eurico de Lima. Os Militares e a Democracia, Rio de Janeiro, Graal, 1980.
HUNTIGTON, Samuel P. The Soldier and the State, New York, Vintage Books, 1957.
JANOWITZ, Morris The Military in the Political Developmento of New Nations: an Essay in Comparative Analysis. Chicago, Chicago University Press, 1964.
JOHNSON, John J. The Military and Society in Latin América, Stanford, Stanford University Press, 1964.
MATHIAS, Suzeley Kalil. A Militarização da Burocracia. São Paulo, UNESPP, 2004.
McCANN, Frank D. Soldados da Pátria, História do Exército Brasileiro, São Paulo, Companhia das Letras, 2007.
MENEZES, Delano Teixeira. O Militar e o Diplomata. Rio de Janeiro, Bibliex, 1997.
OLIVEIRA, Eliézer Rizzo. Democracia e Defesa Nacional. Barueri, SP, Manole, 2005.
SAINT-PIERRE, Héctor Luis. Controle civil sobre os militares e política de defesa na Argentina, no Brasil, no Chile e no Uruguai. São Paulo, Editora UNESP, 2007.
SCHULZ, John, Exército na política – Origens da intervenção militar: 1850-1894, São Paulo, Edusp, 1994.
SOARES, Samuel Alves. Controles e Autonomia. As Forças Armadas e o sistema político brasileiro (1974 / 1999). São Paulo, Editora UBNESP, 2006.
SODRÉ, Nelson Werneck, História Militar do Brasil, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1968.
STEPAN, Alfred. Os Militares na Política. Rio de Janeiro, Editora Arte Nova, 1975.
STEPAN, Alfred. Rethinkng Miliary Politics (Brazil and the Southern Cone). Princeton, Princeton University Press, 1988.
VIDIGAL, Armando Amorim Ferreira. A Evolução do Pensamento Estratégico Naval Brasileiro. Rio de Janeiro, Bibliex, 1985.

E) – Geopolítica

Ementa
. Fundamentos teóricos da Geopolítica. Estudo das condições de possibilidade do aparecimento e da existência da Geopolítica como disciplina teórica e do seu Impacto sobre a Teoria e a prática do Poder Mundial. Origens históricas do Sistema de Poder Mundial. Elementos para visão global do segundo milênio a partir da construção histórica do “Euromundo”. O Poder e a Ordem Mundial Contemporânea. Teoria do Poder Mundial e o Processo de emergência do Megaestado no Século XXI. Geopolítica do Brasil e a ordem mundial contemporânea. O megaestado brasileiro e o futuro da globalização

Bibliografia:

BACKHEUSER, Everardo. A Geopolitica Geral e do Brasil. Rio de Janeiro, Biblioteca do Exercito, 1952.
BRZEZINSKI, Zbigniew. O Grande Desafio: EUA e URSS. Rio de Janeiro, Nórdica, 1988.
BRZEZINSKI, Zbigniew. The Grand Chessboard. New York, Basic Books, 1997.
CABRAL, Severino. 
Brasil Megaestado. Rio de Janeiro, Contraponto / Faperj, 2004.
CHACON, Vamireh. A Grande Ibéria: Convergências e Divergências de Uma Tendência. São Paulo, Unesp, 2005.
COUTO E SILVA, Golbery do. Geopolítica e Poder.
Rio de Janeiro, Univercidade, 2003. 
DEMKO, George & WOOD, William (eds.). Reordering the World- Geopolitical Perspectives on the 21st Century. Boulder, Westview Press, 1999.
HUNTINGTON, Samuel. The Clash of Civilizations and the Remaking of World Order. 
New York, Simon & Shuster, 1996.
HUNTINGTON, Samuel. A Superpotência Solitária. Politica Externa. Sao Paulo, V 8, 4, 2000.
HUNTINGTON, Samuel. Who Are We? The Challenges to America‘S National Identity. New York, Basic Books, 2004.
KISSINGER, Henry Diplomacy. New York, Simon & Shuster, 1994.
Mackinder, Halford J. Democratic Ideals and Reality; a Study in the Politics of Reconstructon (and others essays). Washington, National Defense University Press, 2000.
MAHAN, Alfred T. The Influence of Sea Power. 
Upon History, 1660-1783. Boston, Dover, 1987.
MALAGRIDA, Carlo Badia. El Factor Geografico en la Política Sudamericana. Madrid, Estabelecimento Tipográfico Jaime Ratés, 1919.
MEIRA MATTOS, Carlos de. Brasil, Geopolítica e Destino. Rio De Janeiro, José Olympio, 1975.
MEIRA MATTOS, Carlos de. Geopolítica e Trópicos. Rio De Janeiro, Biblioteca Do Exercito, 1984.
MEIRA MATTOS, Carlos de. Geopolítica e Modernidade. Rio De Janeiro, Biblioteca Do Exercito, 2002. 
PINOCHET Augusto Ugarte. Geopolítica. Santiago, Editorial Andrés Bello, 1984.
RATZEL, Friedrich. Textos. (Coleção Grandes Cientistas Sociais).
São Paulo, Editora Ática, 1990.
SPROUT, Harold & Margareth. Toward a Politics of the Planet Earth. New York, Van Nostrand Reinhol Company, 1971.
SPYKMAN, Nicholas J. The Geography of the Peace.
New York, Harcourt Brace, 1944.

F) - Defesa e Segurança: Brasil

Ementa.
 Da Política Externa Desenvolvimentista à Política externa Independente (1951-1964). Segurança e Desenvolvimento no Regime militar: Brasil Potência (1964/1979). Abertura política, resistência democrática e a crise do Projeto do Brasil (1979/1990).Longo intervalo: o País em busca de um projeto. O papel das Forças Armadas no contexto de um projeto político para o Brasil. Reação ou deriva: Globalização, Mercosul, Alca. Crises dos paradigmas de desenvolvimento, defesa, segurança e diplomacia. Bases para uma política de defesa nacional. Estratégia de Estado: entre alianças hegemônicas e alianças contra-hegemônicas.

Bibliografia

ALBUQUERQUE, José Guilhon (org.). Sessenta Anos de Política Externa Brasileira (1930-1990). São Paulo, Cultura/Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais da USP, 1996/2000.
ALMEIDA, Paulo Roberto de. Relações Internacionais e Política Externa do Brasil, Porto Alegre,Ed. da Universidade/UFRJ,1998.
CAMPOS, Iris Walkiria. “Defesa Nacional” in FIGUEIREDO JR, José de Lima e LAMOUNIER, Bolivar (ors.) A Era FHC, São Paulo, Cultura Editores Associados, 2002.
CERVO, Amado Luiz (org). O Desafio Internacional: a Política Exterior do Brasil de 1930 a nossos Dias,Brasília,Ed.Unb,1994.
CERVO, Amado Luiz & Dias, Clodoaldo (orgs.). História da Política Exterior no Brasil, Brasília, UnB edição atualizada, 2002.
DUPAS, Gilberto. O Brasil e as Novas Dimensões da Segurança Internacional. São Paulo, Alfa-ômega, 1999.
FLORES, Mário César. Reflexões Estratégicas- Repensando a Defesa Nacional, São Paulo, Editora É Realizações, 2002.
GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. Quinhentos Anos de Periferia. Rio de Janeiro, Contraponto,1999.
GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. Desafios Brasileiros na Era dos Gigantes. Rio de Janeiro, Contraponto, 2005.
OLIVEIRA, Eliézer Rizzo (organizador). Segurança & Defesa Nacional. Fundação Memorial da América Latina, 2007.
VIZENTINI, Paulo Fagundes – Relações Internacionais do Brasil, de Vargas a Lula, São Paulo, Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.

G) - Defesa e Segurança: América Latina

Ementa.
 O Continente dentro de outro continente: o Brasil na América do Sul. Política nacional e internacional: descompassos e sintonias. Brasil, EE.UU., o bloco latino-americano: o Mercosul, e a ALCA. Política de defesa, segurança e desenvolvimento: A inserção brasileira no contexto da sociedade internacionalizada. O apoio das Forças Armadas à política externa brasileira. A estratégia do poder e as pretensões internacionais do Brasil na América Latina. Entre as alianças hegemônicas e contra-hegemônicas e os caminhos nacionais brasileiros.

Bibliografia

ALBUQUERQUE, José Guillon (org.)- ALCA: Relações Internacionais e sua Construção Jurídica, São Paulo, FTD, 1998.
CASTAÑEDA, Jorge A Utopia Desarmada (Intrigas, Dilemas e Promessas da Esquerda Latino-Americana, São Paulo, Companhia das Letras, 1994). 
LAFER, Celso. Comércio, Desarmamento, Direitos Humanos. Reflexões sobre uma Experiência Diplomática, São Paulo/Brasília, Paz e Terra/Funag, 1999. 
MARTINS, Luciano et alii. ”Alca: uma Pauta para discussão”.Política Externa, v.5, nº 4, São Paulo, Editora Paz e Terra,1997. 
SCHEINA, Robert L.-Latin America: A Naval History, 1810-1987, Annapolis, Naval Institut Press, 1987.
TEITEL, Simon- Towards A New Development for Latin America: Pathways from Hirchman’s Thought, Washington D.C.,John Hopkins University Press,IDB,1992. 
VIZENTINI, Paulo Fagundes - Multilateralização, Desenvolvimento e Construção de uma Potência Média,1964/1985, Porto Alegre, Edit. UFRGS, 1998.

H) - Sistema de Segurança Internacional

Ementa.
 A conceituação de segurança internacional. Os temas tradicionais da segurança internacional. A emergência dos conflitos assimétricos nas relações internacionais. Guerras de guerrilha, revolucionárias e de libertação nacional. Guerras intra-estatais. Os conflitos internacionais no Pós-Guerra Fria. Terrorismo, narcotráfico e grupos não-estatais transterritoriais nos conflitos internacionais. A segurança internacional no século XXI. A questão do dilema de segurança e sua teoria aplicada a fenômenos contemporâneos.

Bibliografia

BAUMAN, Z. “Reconnaissance Wars of the Planetary Frontierland”, Theory, Culture and Society, 2002. vol. 19 nº 4, pp. 81-90.
BAYLIS, John; WIRTZ, James J.; GRAY, Colin S. (orgs.). Strategy in the contemporary world. Oxford: Oxford University Press, 2010.
CREVELD, Martin Van. The transformation of war.
Nova Iorque: The Free Press, 1991.
GROS, Frédéric. Estados de violência: ensaio sobre o fim da guerra.
Aparecida/SP: Idéias & Letras, 2010. 
KALDOR, Mary. New and old wars: organized violence in a Global Era (2ª edição). Stanford: Stanford University Press, 2007. 
KAN, Paul Rexton. Drugs and contemporary affairs.
Washington: Potomac Books, 2009.
LABROUSSE, Alain. Geopolítica das drogas. São Paulo: Desatino, 2010.
LAQUEUR, W. Terrorism in the Twenty-First Century. New York: Continuum, 2004. (appendix).
LAQUEUR, W. A History of Terrorism. London: Transaction Publishers, 2007. 
LABROUSSE, Alain. Geopolítica & Drogas. São Paulo, Desatino, 2010.
MAHNKEN G. Thomas; Maiolo A. Joseph (ed) Strategic Studies – a reader.
New York: Routledge, 2008.
MAHNKEN G. Thomas; Maiolo A. Joseph (ed) Strategic Studies – a reader. New York: Routledge, 2008.
NEUMANN, P. R; SMITH M.L.R. “Strategic terrorism: the framework and its fallacies” in RAMÍREZ, Jorge Giraldo. 
Guerra civil postmoderna. Bogotá: Siglo del Hombre Editores, 2009.
RODRIGUES, Thiago. Guerra e Política nas Relações Internacionais. São Paulo, EDUC, 2010. 
VISACRO, Alessandro. Guerra irregularterrorismo, guerrilha e movimentos de resistência ao longo da história. São Paulo: Contexto, 2009.

I) - Tópicos Especiais em Estudos Estratégicos I

Ementa. 
Disciplina regular disponibilizada para propostas de curso inovadoras, com conteúdo não enquadrado nas ementas existentes.

Editor-Chefe: Prof.Eurico de Lima Figueiredo
Editor-Executivo: Prof. Eduardo Heleno
Copyright © 2012 Portal do INEST.
Todos os direitos reservados.Site elaborado pela equipe WebPortais/NTI e INEST